Santos, Sábado  25 de Outubro de 2014
 :: Menu
 :: Principal
 :: Webmail

 :: O Hospital
 :: Nosso Hospital
 :: Área Administrativa
 :: Área Médica
 :: CIPA
 :: Cursos e Jornadas
 :: Departamentos, Setores e Serviços
 :: Laboratório Central
 :: Recursos Humanos
 :: Serviço de Pediatria
 :: Tire sua dúvida
 :: Notícias
 :: Acta Medica Misericordiae
 :: História / History
 :: Programa de Qualidade de Gestão
 :: Balanço Social - 2004
 :: Balanço Social - 2005
 :: Balanço Social - 2006
 :: Balanço Social - 2007
 :: Balanço Social - 2008
 :: Balanço Social - 2009
 :: Balanço Social - 2010
 :: Balanço Social - 2011
 :: Balanço Social - 2012
 :: Plano de Saúde
 :: Biblioteca Santa Casa
 :: Fotos da Biblioteca
 :: Base de Dados
Busca no Site - Entre em contato conosco

Notícias

Pesquisa apura a satisfação dos usuários com o SUS
Fonte: Portal Saúde - Ministério da Saúde

O que pensam os usuários sobre o Sistema Único de Saúde? Os usuários estão satisfeitos com o atendimento do SUS? Como eles percebem o funcionamento dos diversos serviços do SUS?

Essas perguntas estão sendo feitas a usuários do SUS e do Programa Saúde da Família  (PSF) numa pesquisa de opinião que abrange oito capitais e suas regiões metropolitanas: Belo Horizonte, Goiânia, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

A pesquisa do Ministério da Saúde em âmbito nacional está a cargo da Secretaria de Gestão Participativa (SGP), em convênio com a Fundação Universitária de Brasília (Fubra), vinculada à Universidade de Brasília.

A coleta e a análise dos dados sobre a satisfação dos usuários servirá como subsídio à tomada de decisões dos gestores na construção e implementação das políticas do SUS, coerente com o modelo de gestão democrática e participativa do Governo Federal, o que envolve e controle social do Sistema Único de Saúde.

O controle social compreende quatro níveis de consulta ao público atendido pelo SUS: o processo participativo integrado à dinâmica de cada instituição e órgão; o compartilhamento de decisões entre diferentes setores do governo que atuam na saúde; mecanismos de mobilização social voltados à conscientização sanitária, do direito à saúde e à cidadania; e a escuta permanente das demandas da população, executada pela Ouvidoria do SUS e por consultas públicas.

A percepção dos usuários

Na pesquisa, a aplicação do modelo participativo envolve a consulta ao usuário sobre a concepção que ele tem do SUS, inclusive na dimensão subjetiva. Assim,  a consulta aos entrevistados abrange desde a qualidade do atendimento que recebem à  indagação a respeito do conhecimento sobre a fonte de financiamento dos serviços.

A estrutura dos questionários envolve seis dimensões do atendimento:

1. Infra-estrutura: o ambiente físico, o estado de conservação da unidade de saúde, equipamentos, vestuários, alimentação e ao acesso ao local.
2. Acolhimento: a cordialidade dos profissionais de atendimento, a clareza nos serviços oferecidos, os critérios de triagem dos pacientes, a possibilidade de acompanhante, a clareza das informações, o tempo de espera,  o cumprimento da marcação do atendimento e se foi levada em conta a gravidade da situação do usuário.
3. Relação usuário-profissional de saúde: a competência da equipe de atendimento, a relação interpessoal, o fornecimento der informações ao paciente, a clareza das explicações e a possibilidade de escolher os profissionais.
4. Eficácia: a melhoria da situação de saúde, o uso de medicamentos e a continuidade do cuidado.
5. Territorialidade: o fluxo na rede (encaminhamento), a regionalização, a relação entre a atenção básica e a maiôs complexa, o tempo entre encaminhamentos, a fluência ou bloqueio no encaminhamento face a médicos e serviços disponíveis.
6. Informação e participação na gestão: informações sobre o SUS (rede de serviços, universalidade, integralidade, descentralização, regionalização, gestão, financiamento e participação), informações sobre mecanismos de participação, gestão participativa (consulta, opinião, intervenção na gestão participação em instâncias e fóruns), quem financia o SUS, quem é responsável pelo atendimento, percepção do atendimento como direito, ajuda ou favor, e percepção dos mecanismos possíveis de encaminhamento pelos usuários das situações de conflito na diferentes unidades de saúde.

As entrevistas e os entrevistados

As entrevistas realizam-se na porta das unidades de saúde e, para os internados, em enfermarias e apartamentos, em condições que preservam o sigilo, a intimidade, os cuidados médicos e o horário de visitas. Os entrevistados são pacientes escolhidos entre os que se submetem a atendimento básico, e de média e alta complexidade ou acompanham o tratamento de menores de 12 anos.

São excluídos das entrevistas os pacientes menores de 12 anos, de serviço de saúde mental, de unidades de tratamento intensivo ou atendidos em Pronto Socorro.

Confira o resumo da Pesquisa Nacional de Avaliação da Satisfação dos Usuários do SUS (PDF - 281 KB).



Atalhos da página
Editar Imprimir esta página.
Editar Mandar link para um amigo.

Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Santos
Avenida Dr. Cláudio Luis da Costa, 50 - Bairro: Jabaquara
Caixa Postal 439 - Cep: 11075-900 - Santos - SP
Tel: (13) 3202-0600 - Fax: (13) 3234-9890
Rede Social Corporativa e-Solution Backsite